O Praça do Mercado de Capitais Brasileiro.

by jonasscherer

Ilustração: Jonas Scherer

Desde o final de abril de 2008, quando o Brasil ganhou, pela primeira vez, o grau de investimento pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, uma legião de jovens profissionais foi ao mercado buscando a sofisticação e o status financeiro reputado ao operador de bolsa de valores. O agente autônomo de investimentos C. R. (iniciais fictícias) discorre abertamente sobre a profissão que desperta interesse entre aqueles que apreciam investimentos e dinheiro, abordando temas delicados, como a remuneração e as condições de trabalho dessa curiosa profissão.

Entrevista conduzida pessoalmente em 12 de setembro de 2012, em escritório de investimentos em Porto Alegre – RS.

——————————————— 

Jonas Scherer: Por que tu não queres te identificar ao público?

C.R.: Não me identifico porque isso seria muito ruim para minha carreira. Você sabe que o agente autônomo vive muito de aparência, de confiança, é como que um relações públicas do mercado financeiro. Nem pelos meus clientes, mas pelo mercado todo, que é bem pequeno aqui no Brasil.

Leia o resto deste post »